Centros de I&D dermocosméticos

Centro de Investigação e Desenvolvimento Pierre Fabre

crdpf2.jpgCriar ingredientes ativos inovadores

Fazendo parte do Centro de I&D Pierre Fabre em Toulouse - Oncopole, os laboratórios do polo I&D de Ingredientes Ativos dermocosméticos juntam conhecimentos diversificados. Esta equipa visa identificar e criar ingredientes ativos inovadores e, depois, validar a sua eficácia para utilização na dermocosmética. Este serviço colabora, entre outros, com a Universidade Pierre et Marie Curie (Paris VI) e o CNRS, no âmbito de uma Equipa Mista de Investigação localizada no Observatório Oceanológico de Banyuls-sur-Mer.

Centro de Investigação Pierre Fabre Dermo-Cosmétique

vigoulet.jpg150 novas fórmulas todos os anos

O Centro de Vigoulet-Auzil, perto de Toulouse, e a oficina piloto de Soual têm a missão de desenvolver, do laboratório à fase industrial, os produtos que respondem às expectativas do mercado dermocosmético e dos seus clientes. Cerca de 150 fórmulas que vão ao encontro das mais elevadas exigências regulamentares e de segurança são aí desenvolvidas anualmente para comercialização.

Centro de Investigação da Pele

centre-recherche-peau.jpg900 estudos clínicos por ano

O centro de I&D Clínico localizado no Hôtel-Dieu St-Jacques, Toulouse, tem a missão de entender a fisiologia da pele normal e os mecanismos biológicos, físico-químicos e mecânicos envolvidos nas perturbações cutâneas. Engloba um Centro de Investigações Clínicas ou técnicas de exploração cutânea são criadas e utilizadas para avaliar os fenómenos clínicos observados durante os estudos, assim como um serviço de Cosmetovigilância. Anualmente, realizam-se cerca de 900 estudos clínicos.

Laboratório da Água

laboratoire-de-leau.jpgEnriquecer e partilhar o conhecimento da água

O Laboratório da Água foi inaugurado na unidade termal de Avène em 2008. A sua missão é controlar a qualidade da água termal de Avène (bacteriologia e físico-química), contribuir para o seu conhecimento (da geologia à atividade farmacológica desta água) e, finalmente, promover a partilha destes conhecimentos ao público em geral, quer sejam especialistas de saúde (farmacêuticos, dermatologistas), curistas quer académicos.