Comércio ético

Manteiga de karité ética no Burkina Faso - René Furterer

commerce_equitable1.jpg

Criada em 2004, a SOTOKACC, pequena empresa de Toussiana (Burkina Faso), à qual a marca René Furterer adquire a manteiga de Karité, garante não só o rendimento regular e uma autonomia social às 16 mulheres que nela trabalham e ainda às cerca de 200 mulheres ligadas à produção e recolha das amêndoas.

Foi estabelecido um contrato de fornecimento com uma duração de 5 anos com um financiamento prévio da manteiga de Karité encomendada a 100%.

Em Julho de 2011, a marca René Furterer ofereceu uma prensa mecânica à SOTOKACC, eliminando a etapa manual de elaboração da manteiga, reduzindo o trabalho penoso das mulheres. Esta procedimento tem a certificação de comércio ético.

A tamareira do deserto no Senegal - Klorane

commerce_equitable3.jpg

Para o fornecimento do fruto da tamareira do deserto, o Grupo Pierre Fabre trabalha com a empresa Baobab des saveurs em Thiès, no Senegal. Para realizar a colheita dos frutos, esta empresa trabalha com dois Groupements d’Intérêt Economique («GIE») das regiões de Mboumba e Galoya no norte do Senegal. Estes dois GIE reúnem cerca de 100 mulheres que colhem os frutos nos 100 hectares com certificação de agricultura biológica. Desde 2014, todo o processo de aprovisionamento foi classificado de «comércio ético». A aquisição das tâmaras pelo Grupo Pierre Fabre permitirão alimentar um fundo de desenvolvimento cuja utilização será definida em conjunto com os dois GIE a partir de 2015.