Atualidades

28-08-2019

Data For Health, vencedor do 1.º Desafio de IA Médica, inicia uma fase de acompanhamento no seio da comunidade Microsoft AI Factory

Paris e Castres, 17 de junho de 2019 - A startup Data For Health, que participou como concorrente no primeiro Desafio de IA Médica relativo à deteção de melanomas a partir de imagens de dermatoscopia de sinais, acaba de iniciar uma fase de acompanhamento no seio da AI Factory da Microsoft na Station F. Durante dois meses, esta startup será acompanhada pelas equipas de peritos da Microsoft, sob a supervisão do Hub Innovation Digital do grupo Pierre Fabre e dos seus peritos em estudos clínicos que estiveram na origem do caso de utilização.

A missão da Data For Health, no seio do maior campus de startups do mundo, será desenvolver uma nova abordagem algorítmica de classificação das queimaduras solares. Este caso de utilização complexo já tinha sido submetido aos participantes do último Desafio de IA Médica que decorreu no âmbito da Universidade de verão de saúde eletrónica, em julho de 2018.

Este projeto, apoiado pelas equipas clínicas de I&D da Pierre Fabre Dermo-Cosmétique, visa reforçar os métodos existentes para a determinação de fatores de proteção solar e contribuir assim para a otimização dos futuros fotoprotetores na prevenção de cancros provocados pela exposição solar. 

Segundo o Centro Internacional de Investigação do Cancro (IARC), uma agência especializada da Organização Mundial de Saúde, são declarados todos os anos 232 000 casos mundiais de melanoma maligno e 55 000 pessoas morrem do mesmo. O grupo Pierre Fabre fez da prevenção e do tratamento do melanoma um eixo prioritário de inovação, através das suas competências complementares em dermocosmética (prevenção com fotoprotetores), dermatologia médica (tratamento de lesões pré-cancerosas como a ceratose actínica) e oncodermatologia (investigação e desenvolvimento de tratamentos para melanomas graves).

Uma oportunidade para a Data For Health mergulhar no coração do ecossistema da IA:

A Data for Health irá enriquecer a AI Factory com a sua experiência no domínio da saúde e poderá beneficiar do apoio das startups da comunidade, assim como do acompanhamento da Microsoft ao nível da Cloud e da inteligência artificial.

Temos orgulho em trabalhar com o grupo Pierre Fabre e o projeto Data for Health numa iniciativa de
co-inovação, foco da estratégia da 
Microsoft", afirma Anthony Virapin, Diretor dos programas de Startup na Microsoft França.

A jovem Startup, representada por Zyed Aouichaoui, cofundador, confirma:

Paul Tran, Adrien Tournillon e eu estamos extremamente satisfeitos por termos integrado a Station F. O ambiente e os meios colocados à disposição pela Microsoft serão uma ajuda inegável para as nossas pesquisas e os diferentes testes associados. A problemática abordada oferece-nos numerosos desafios, entre os quais desafios técnicos, face aos quais colocaremos em prática a nossa experiência ao nível da I&D em Machine learning e Deep learning, e desafios tecnológicos associados à gestão e à otimização dos recursos de computação. É precisamente a este nível que o nosso conhecimento, associado ao ambiente Cloud da Microsoft, nos permitirá participar tecnicamente e significativamente na prevenção dos cancros da pele.

Da parte do grupo Pierre Fabre, Lina Autelitano, chefe de projeto digital para o ramo farmacêutico, na origem da iniciativa destes 2 desafios de IA na saúde, acrescenta:

Estamos felizes por estarmos na origem deste projeto. Perpetuamos a tradição do grupo de ajudar jovens empresários a desenvolverem os seus projetos de inovação em saúde e damos às nossas equipas de desenvolvimento clínico a oportunidade de interagirem com o ecossistema excecionalmente rico da Station F, num eixo terapêutico em que as necessidades dos doentes são muitas.