Atualidades

05-12-2019

No âmbito da avaliação Ecocert 26000, A Pierre Fabre anuncia objetivos ambiciosos para 2025 quanto ao desenvolvimento sustentável

O Grupo Pierre Fabre acabou de ser reconhecido pela avaliação ECOCERT 26000. Desde a primeira avaliação, o grupo alcançou o nível de Excelência, com uma classificação de 77%. Esta é uma estreia para uma empresa internacional com estas dimensões no domínio cosmético/farmacêutico. É sobretudo uma sólida evidência do envolvimento do Grupo que, desde o início, coloca a natureza e o ser humano no centro das suas prioridades. Numa altura em que o aquecimento global está finalmente a despertar consciências, a Pierre Fabre demonstra que está voltada para o futuro e há muito tempo que pensa nas gerações futuras. Encontro com Florence Guillaume, Diretora da Green Mission Pierre Fabre, encarregada da política de Naturalidade e RSE do Grupo.


Poderia falar-nos mais deste reconhecimento da avaliação ECOCERT 26000 e do que tal implica para o Grupo?

Consideramos que é uma sequência lógica! O grupo Pierre Fabre sempre colocou o respeito pela natureza, pela biodiversidade e pelo ser humano em destaque nas suas prioridades. Temos muito orgulho no excelente desempenho coletivo que alcançámos, manifestado pelo nível de Excelência. A conquista alcançada é coerente com a nossa história e com a visão autêntica do nosso fundador, Pierre Fabre. Um precursor na área, que compreendeu desde os anos 60 a importância de proteger a natureza e a biodiversidade. Capitalizamos o passado de olhos postos no futuro, com consciência e respeito pelos cidadãos, consumidores e pacientes.


Porquê escolher esta avaliação em particular?

Fomos reconhecidos desde 2012 com a avaliação AFAQ 26000. Encarámos a ECOCERT 26000 como um novo desafio. A aprovação de um organismo externo, reconhecido pela sua independência e especialização, é importante para os consumidores que já não sabem no que acreditar. A auditoria é exigente, todas as funções da empresa são analisadas com rigor, desde a Direção Geral aos Recursos Humanos, passando pela Investigação e Desenvolvimento, até ao marketing e à indústria. São abordados 7 temas: Gestão, Direitos Humanos, Relações e Condições de trabalho, Ambiente, Lealdade das práticas, Clientes utilizadores, Comunidade e Desenvolvimento local.

Qual é o impacto desta avaliação nos funcionários do Grupo Pierre Fabre?

Atualmente, este reconhecimento é da maior importância para os colaboradores, uma vez que dá sentido ao nosso trabalho, em linha com a nossa missão de cuidar do ser humano na sua globalidade e diversidade. A auditoria realizada pela Ecocert mobilizou imensas pessoas: 135 colaboradores no total, dos quais 50 selecionados aleatoriamente, em 5 países durante 18 dias. Foi um grande sucesso que congregou todas as pessoas. Para além disso, coaduna-se plenamente com as expectativas dos cidadãos e com a atualidade, como testemunha o recente manifesto estudantil para um despertar ecológico ("Manifeste étudiant pour un réveil écologique").


O manifesto estudantil para um despertar ecológico constitui um impulso positivo e necessário. Convidamos estes jovens a integrar o grupo Pierre Fabre para agir!

O que pensa da ação destes 30 000 estudantes que exigem uma atitude política responsável na nossa sociedade? Considera-a importante?

Evidentemente! Este manifesto constitui um impulso positivo e necessário, uma vez que as gerações mais jovens e as gerações futuras serão cada vez mais afetadas pelo aquecimento global. A ação é sensata, por isso devemos-lhes um enorme respeito e temos de demonstrar que estamos à altura das expectativas. A ecologia é a prioridade das prioridades. Todas as outras preocupações serão obsoletas se o ser vivo desaparecer da face da Terra devido ao aquecimento global. Os jovens dispõem dos meios para provocar a transformação e promover a mudança! É preciso coragem para enfrentar o desafio, todos podemos contribuir e a mudança urge.

Há estudantes que declaram estar dispostos a "dirigir-se a um concorrente que pague menos, mas que coloque o desenvolvimento sustentável no centro da sua estratégia". O que pensa disto?

Compreendo perfeitamente. A prioridade é a urgência ecológica. Há que agir, rever as nossas ambições e manter a lucidez relativamente à situação. O que conta não é a busca do lucro. O sentido e o envolvimento são verdadeiros motores das nossas vidas. É normal que os jovens escolham empresas nas quais possam ser úteis com vista à preservação do planeta. Estão a assumir o controlo do próprio futuro. Convidamos estes jovens a integrar o grupo Pierre Fabre para continuar a agir.

Poderia enunciar exemplos de ações do Grupo Pierre Fabre relativamente a esta questão?

Acabámos de lançar uma tecnologia patenteada denominada "Green Native Expression", que demorou 8 anos a desenvolver, em parceria com uma PME do departamento de Tarn. Esta tecnologia permite extrair a seiva das plantas sem qualquer solvente, um procedimento inovador muito natural e ecológico.

E quanto ao futuro? Quais são os próximos objetivos do Grupo para o ambiente?

O reconhecimento da avaliação ECOCERT 26000 realçou os nossos pontos fortes e identificou também os pontos a melhorar. É algo positivo e que nos concede uma orientação estratégica. Podemos desde já mencionar os nossos compromissos :

  • a partir deste ano, 100% dos nossos novos produtos serão concebidos ecologicamente;
  • 80% dos novos extratos vegetais provenientes de plantas cultivadas em regime de agricultura biológica até 2021;
  • redução de 30% das nossas emissões de CO2 até 2025;
  • redução de 25% do nosso consumo de energia até 2025.