Atualidades

30-10-2018

Pierre Fabre Dermo-Cosmétique abre centro de inovação no Brasil

Aquando de uma viagem ao Brasil, Eric Ducournau, Diretor-Geral do grupo Pierre Fabre, e Núria Perez-Cullell, Diretora-Geral da divisão Pierre Fabre Dermo-Cosmétique (PFDC), anunciaram a abertura do Pierre Fabre Dermo-Cosmetics Brazilian Innovation Center. O anúncio foi efetuado na Maison de France e contou com a presença do Cônsul-Geral Adjunto de França no Rio de Janeiro, Jean-François Laborie.

Pierre Fabre Dermo-Cosmetics Brazilian Innovation Center é dirigido por Anne-Laure Gaudry sob a responsabilidade de Xavier Ormancey, Diretor de I&D da PFDC. Com uma superfície de 320 m², as instalações estão implantadas na Barra da Tijuca e dispõem de uma antena na área industrial do Areal, no Estado do Rio de Janeiro. Concebido e organizado de acordo com as normas científicas e técnicas mais avançadas da indústria cosmética, o Centro contará com cerca de vinte investigadores e técnicos até 2021. Esta equipa multidisciplinar irá colaborar com mais 5 laboratórios da PFDC localizados em França e no Japão, bem como com os 335 colaboradores da filial brasileira da PFDC. Para termos uma perspetiva, a Pierre Fabre reinveste todos os anos cerca de 4,5 % do volume de negócios da sua atividade dermocosmética em I&D, posicionando-se num nível muito elevado da indústria cosmética mundial.

Brazilian Innovation Center da PFDC terá uma missão tripla: desenvolver uma melhor compreensão das peles brasileiras no plano dermatológico e das necessidades dos consumidores brasileiros no plano sociológico, determinar as tendências de um dos mercados cosméticos mais sofisticados e inventivos do mundo e assegurar o desenvolvimento de novos produtos adaptados ao mercado local para as marcas Eau Thermale Avène, Ducray e Darrow. Este centro de inovação funcionará de acordo com o modelo do Asian Innovation Center (AIC) aberto no Japão em 2015. O AIC demonstrou desde logo a capacidade da PFDC para transformar o desenvolvimento de produtos especialmente adaptados às necessidades das peles asiáticas em êxito comercial.

Núria Perez-Cullell, Diretora-Geral da Pierre Fabre Dermo-Cosmétique, relembrou que o Brasil, quarto mercado cosmético mundial, tem uma importância primordial para a nossa empresa. "A escola dermatológica brasileira é reputada em todo o mundo, sendo que a população brasileira conta com uma incrível variedade de tipos de peles e cabelos, e que as consumidoras brasileiras são particularmente sofisticadas e exigentes em matéria de produtos cosméticos. Assim, a PFDC considerou natural implantar no país o segundo centro internacional de inovação, e eu estou convicta de que as suas equipas irão criar fórmulas e produtos que serão apreciados localmente e além das fronteiras brasileiras".

Presente no Brasil desde 1985, o grupo Pierre Fabre desenvolve atualmente neste país as suas duas atividades, farmacêutica e dermocosmética. Desde a compra dos Laboratórios Darrow em 2006, o grupo dispõe no Areal (no Estado do Rio de Janeiro) de uma unidade especializada na produção de produtos dermocosméticos. Em 2017, os produtos comercializados pela Pierre Fabre do Brasil registaram vendas no consumidor superiores a 300 milhões de reais (62 milhões de euros), o que representou um crescimento de 10 % em relação ao ano anterior. Com as marcas Eau Thermale Avène, Darrow e Ducray, a PFDC é o 3.o maior operador do mercado dermocosmético brasileiro.

"O Brasil é um país de interesse estratégico para o nosso grupo e a Pierre Fabre do Brasil é uma das filiais mais dinâmicas, com um crescimento anual médio de 24 % desde há 5 anos", sublinhou Eric Ducournau, Diretor-Geral do grupo Pierre Fabre. "Em 2015, implementámos um vasto plano de investimentos no valor de 50 milhões de reais, visando nomeadamente modernizar a nossa unidade do Areal. Atualmente, prosseguimos com este esforço e abrimos no Rio de Janeiro o nosso segundo centro de inovação internacional. É para nós uma grande sorte acolher talentos brasileiros nas nossas equipas de investigação e desenvolvimento e enriquecer assim a diversidade humana e cultural do nosso grupo".